Favoritos Página Principal E-mail
 


FLAMENGO: O CLUBE MAIS QUERIDO DO BRASIL EM 2004

  O Flamengo se distanciou mais um pouco dos rivais no tamanho de suas torcidas e é mais do que nunca o time mais popular do futebol brasileiro. A situação é revelada pela 3ª Pesquisa LANCE!-Ibope, a mais precisa de âmbito nacional já realizada no Brasil, que o LANCE! publicou a partir do dia 4 de dez. de 2004, até o dia 11 do mesmo ano.

O Rubro-Negro é o primeiro time do país a atingir a marca de 30 milhões de torcedores. Chegou a 33 milhões, o que corresponde a 18,1% dos 182 milhões de habitantes do país, população atual segundo estimativa do IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Há seis anos, quando foi realizada a 1ª Pesquisa LANCE!-Ibope, o Flamengo detinha a simpatia de 15,5% dos brasileiros. Desde 2001, subiu de 16,3% da população (na segunda pesquisa) para 18,1% em três anos e meio.

Entre a primeira e a terceira pesquisa, apenas o Mais Querido e o Corinthians apresentaram um crescimento na preferência popular acima da margem de erro de 1,2 ponto percentual.

Abaixo desses dois clubes São Paulo, Palmeiras e Vasco continuam em situação de empate técnico. O terceiro bloco, que envolve os demais clubes grandes, é liderado pelo Cruzeiro e pelo Grêmio.

Outro dado revelador é que continua caindo a fatia dos brasileiros que não torcem por time nenhum. Nesta pesquisa, eles atingem 22,1%, o que continua a ser maior do que a torcida de qualquer time. Mas a diferença para o Flamengo caiu em mais de 65% em relação à primeira pesquisa.

Esta pesquisa é a mais precisa, a mais abrangente e a que reflete mais a situação do Brasil, já feita pelo Ibope a pedido do LANCE!. Na primeira, publicada em outubro de 1998, foram ouvidos 3 mil brasileiros de todo o país, com pelo menos 16 anos de idade. Na segunda, que saiu, em abril de 2001, ouviram-se 7.700 pessoas com pelo menos dez anos, mas só moradoras das nove principais regiões metropolitanas. Esta é a primeira pesquisa de torcida que abrange o país todo e 7.207 pessoas com pelo menos dez anos.

Confira as maiores torcidas do Brasil:


POSIÇÃO
CLUBE Nº DE TORCEDORES
 Flamengo 33 milhões
 Corinthians 24 milhões
 São Paulo 13,3 milhões
 Palmeiras 11,8 milhões
 Vasco da Gama 10 milhões
 Cruzeiro 6,7 milhões
 Grêmio 6,4 milhões
 Santos 4,9 milhões
 Internacional 4,7 milhões
10º  Atlético-MG 3,6 milhões
11º  Botafogo 2,7 milhões
12º  Fluminense 2,2 milhões
13º  Bahia 2 milhões
14º  Sport Recife 1,8 milhões
14º  Vitória 1,8 milhões
16º  Remo
1,3 milhões
17º  Paysandu
1,1 milhões
18º  Atlético-PR
900 mil
18º  Santa Cruz 900 mil
20º  Seleção Brasileira 700 mil
21º  Coritiba 500 mil
22º  Juventude 400 mil
23º  América-MG 200 mil


Cresce o Fla-domínio no Rio

Pela nova pesquisa LANCE!-Ibope, o Flamengo, líder nacional, aumentou seu domínio no Rio: sua torcida já é maior do que as de Vasco, Fluminense e Botafogo juntas. Mais da metade das pessoas que torcem por clubes no Rio são adeptos das cores vermelho e preto. E os rubro-negros representam quase metade da população absoluta fluminense.

Em 1998, a primeira pesquisa LANCE!/Ibope mostrou que a torcida do Flamengo era igual à soma de todas as outras e representava 39% das pessoas do Estado.

Mas nos últimos seis anos sua torcida no Estado cresceu 23,8%. Enquanto isso, a torcida do Vasco aumentou 16,8%, já o número de tricolores e botafoguenses diminuiu durante o período (a redução alvinegra está dentro da margem de erro de 1,2%).

Assim, a pesquisa LANCE!-Ipobe de 2004 mostra que o Flamengo domina 48,3% da população do Estado ou 55,8% das pessoas que têm clube. São 7,7 milhões de pessoas.

– Essa força que vai pagar a nossa conta – animou-se o presidente do Fla, Márcio Braga.

O aumento do predomínio rubro-negro não é a única novidade: acentuou-se a polarização entre Flamengo e Vasco, com a perda de espaço de Fluminense e Botafogo. Na pesquisa, o Vasco tem 18,7% (3 milhões de pssoas) da população, percentual que supera o total de tricolores e botafoguenses (17,4%). Juntas, as duas torcidas tiveram uma redução de 4,6%.

— A tendência de polarizar não é nova. Mas é distorção essa diferença tão grande entre Vasco e Flamengo – afirmou o presidente vascaíno, Eurico Miranda.

A pesquisa traz uma terceira revelação: a torcida do Botafogo superou a do Fluminense no Rio, embora tecnicamente as duas estejam empatadas. Os botafoguense somam agora 9,2% (1,5 milhão de pessoas) – contra 10,2% da pesquisa anterior – e os tricolores são 8,2% (1,3 milhão de pessoas) – contra 12% do índice obtido há seis anos.

– Nesse período não ganhamos títulos e fomos até a terceira divisão. Tudo isso tem um efeito. Mas deverá haver uma reversão com os ídolos atuais – avaliou o presidente do Fluminense, David Fischel.

O presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, evitou analisar os números, até porque não previa uma resultado positivo.

– Foi um período muito ruim para o Botafogo (os últimos seis anos). Esse é um reflexo momentâneo – afirmou o dirigente.

Confira o tamanho das torcidas no Rio de Janeiro:


POSIÇÃO
CLUBE Nº DE TORCEDORES
 Flamengo 7,7 milhões
 Vasco 3 milhões
 Botafogo 1,5 milhões
 Fluminense 1,3 milhões
 São Paulo 80 mil


Povão é cada vez mais Flamengo

No início da década de 80, quando a renda do brasileiro era menos deteriorada, o gari Renato Luiz Felício Loureço – o Sorriso – freqüentava o Maracanã para torcer pelo Flamengo de Zico. A história do gari que samba atrás das escolas de samba todo ano é um retrato da torcida rubro-negra.

– Todos na minha casa são Flamengo.

Maior em boa parte dos setores da população, os rubro-negros são ainda mais representativos nas camadas populares. E é nas capitais, onde nasceu Renato, onde está a maior parte dos flamenguistas.

Entre os que cursaram até a oitava série, como o gari, 20% dos brasileiros é rubro-negro. Ele tem renda de até cinco salários mínimos, faixa salarial em que os rubro-negros levam vantagem sobre os outros clubes.

– Lembro do Zico. Hoje não tem tanto amor à camisa – explicou Renato, que abandonou os estádios nos últimos anos.

A torcida do Flamengo também é a primeira no Nordeste, com 23,6%, e no Centro-Oeste e Norte, com 29%.

Flamengo domina Nordeste e Norte/Centro-Oeste

Não é à toa que a torcida do Flamengo é chamada de nação rubro-negra. Sua força no território nacional (33 milhões de torcedores, segundo a 3 Pesquisa LANCE!-Ibope) é ainda mais marcante nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste.

A pesquisa dividiu essa parte do Brasil em dois blocos: Nordeste e Norte/Centro-Oeste.

Na primeiro, o Flamengo conta com 23,6% da torcida, 11,8 milhões de torcedores em números absolutos. O Corinthians vem na segunda posição, mas com uma parcela bem menor (8,7%), seguido por Palmeiras, Vasco e São Paulo. Bahia e Vitória, sexto e sétimo colocados, respectivamente, são os primeiros representantes da região a aparecer na lista.

No segundo, novamente o Flamengo lidera: 29,8% (7,4 milhões de torcedores). De novo, o Corinthians vem na segunda posição, só que, agora, seguido por Vasco e São Paulo. Antes do Palmeiras, estão Remo e Paysandu, do Pará, quinto e sexto colocados, respectivamente.

Bahia

A pesquisa também apresentou um levantamento exclusivo para o estado baiano. Sabe quem lidera o ranking de torcedores? O Flamengo! O time carioca tem 21,2% da torcida local, seguido por Bahia (14,6%) e Vitória (12,1%).

– Isso tem a ver com a penetração da televisão aberta fora da capital Salvador. Os jogos do Flamengo são transmitidos semanalmente para o interior do estado. Os moradores dessas cidades lêem sobre o Bahia e o Vitória nos jornais, mas consomem o Flamengo pela TV, o que tem um peso muito maior – explica Nilton Maia, responsável pelo marketing do Vitória.

O presidente do Bahia, Marcelo Magalhães, concorda com a influência da TV, mas afirma que o clube tricolor tem mais adeptos que o Flamengo no estado, apesar de os números mostrarem outra coisa.

– Além de dirigente, sou político. Conheço o estado. O Bahia é maior.


Fonte: Lancenet








Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting