Favoritos Página Principal E-mail

GRANDES ÍDOLOS DA HISTÓRIA DO FLAMENGO


DIDA
 
Nome: Edivaldo Alves de Santa Rosa
 
Data de nascimento: 10/09/1972
Local de nascimento: Maceió-AL
Posição: Atacante
Período no Flamengo: 1954-1963
Títulos: Campeonato Carioca (1953, 1954, 1955, 1963 e 1965) e Torneio Rio-São Paulo (1961)
Estréia: 17/10/54 - Flamengo 2x1 Vasco
Despedida: 27/10/63 - Flamengo 0x0 Madureira
Jogos pelo Flamengo: 357
Gols pelo Flamengo: 264

Descrição: Foi o maior artilheiro do Flamengo até a Era Zico, marcando 264 gols entre 1954 e 1963, e atualmente é o segundo maior artilheiro do Flamengo atrás apenas de Zico. Curiosamente era o maior ídolo do Galinho, de quem acabaria herdando a camisa 10. Dida foi descoberto em Maceió, quando a delegação de vôlei do Flamengo assistia a um jogo entre as seleções de futebol de Alagoas e da Paraíba. Os cariocas ficaram impressionados com um jogador da equipe alagoana que marcou três gols na partida e, depois de um tempo, um representante foi até o Nordeste trazer o jovem talento para o Rio.
Dida jogou a primeira vez no profissional do time rubro-negro graças às contusões de Evaristo e Benitez num jogo contra o Vasco. O Flamengo venceu por 2x1, mas Dida acabou retornando para o time de aspirantes. Só em 55 ele viria a se firmar definitivamente como titular, substituindo Evaristo mais uma vez.
Atacante nato, fazia muitos gols de rebote, como o da final contra o América em 1955, por conta de sua persistência. Tinha drible curto e preciso e cabeceava bem, apesar de ser considerado baixo para a posição.
Na seleção Dida era o camisa 10, titular absoluto até a Copa de 58. Uma contusão (que hoje teria uma recuperação bem rápida) o deixou no banco de reservas e abriu vaga para o jovem Edson Arantes do Nascimento (Pelé).

 



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
www.000webhost.com