Favoritos Página Principal E-mail
 
      Selecione a posição:




LÉO MOURA
 
Nome: Leonardo da Silva Moura
 
Data de nascimento: 23/10/1978
Local de nascimento: Niterói-RJ
Posição: Lateral-direito
Altura e peso: 1,78m e 66 Kg
Clubes: Botafogo (96-99, 2001), Linhares-ES (99), GBA-BEL (99-2000), Den Haag-HOL (2000-2001), Vasco (2002), Palmeiras (2002), São Paulo (2003), Fluminense (2004), Sporting Braga-POR (2005) e Flamengo (2005-2015)
Títulos: Campeonato Carioca (2007, 2008,
2009, 2011 e 2014), Copa do Brasil (2006 e 2013) e Campeonato Brasileiro (2009)
Estréia: 12/06/05 - Corinthians 4x2 Flamengo
Despedida: 04/03/15 - Flamengo 2x0 Nacional
Jogos pelo Flamengo: 519 jogos
Gols pelo Flamengo: 47 gols
Contrato: Deixou o clube

Descrição: Léo Moura começou ainda garoto no Botafogo, atuando como meio-campista. Foi ainda muito jovem que Léo teve sua primeira chance na Europa, mais precisamente na Bélgica, e posteriormente, na Holanda. Depois voltou ao Brasil e passou por diversos clubes, entre eles, Palmeiras, São Paulo, Fluminense e Vasco.
No Mais Querido do Brasil chegou em 2005 com a fama de jogador cigano, e de certa forma desacreditado. Entretanto, Moura em pouco tempo ficou marcado em virtude dos diversos bons passes e dribles nos mais de duzentos jogos que disputou com a camisa do Clube, que o proporcionou seu primeiro título como profissional na carreira: a Copa do Brasil de 2006. Não demorou até que Léo Moura caísse nas graças da torcida e se apaixonasse pelo Flamengo.
Em 2008 o lateral foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira e conquistou o Campeonato Carioca. Ícone do quinto tricampeonato carioca do Flamengo, Léo foi figura marcante no título de 2009, quando aos prantos declarou para uma emissora de tv, não saber mensurar a importância de escrever seu nome nos anais rubro-negros. No fim do ano, acabou marcando ainda mais seu nome na história do clube ao ser um dos destaques do sexto título brasileiro do Flamengo. Nós três anos seguintes não repetiu o mesmo desempenho de outora, tendo várias contusões e atuações abaixo do esperado em 2012. Mas ainda assim permaneceu no clube para 2013. Seguiu mal no primeiro semestre, mas deu a volta por cima ao ser um
dos destaques na conquista da Copa do Brasil, levantando a primeira taça como capitão. Seguiu no Flamengo em 2014, onde levantou mais dois troféus: da Taça Guanabara e do Campeonato Estadual. Após quase dez anos e oito títulos, se despediu do clube em março de 2015, em amistoso contra o Nacional-URU, feito especialmente para sua despedida. Seguiu para o FL Strikers, dos EUA.

 



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting