Favoritos Página Principal E-mail
 

A pior impressão possível

Quantas vezes você já ouviu falar que a primeira impressão deixada é a que fica? Se essa regra for valida para o Campeonato Brasileiro, o Flamengo deixou a pior possível. Um jogo, que considero que jogamos bem melhor que o Santos, na estreia em Brasília, onde o empate ficou com um gostinho de derrota, e uma péssima atuação na quarta-feira contra a Ponte Preta em Juiz de Fora, onde perder de 2x0 foi pouco, mediante a falta de raça e vontade da equipe Rubro-Negra.

Domingo, o time do técnico Jorginho se apresentou em Brasília para um público de 63.501 pessoas, que gerou a maior renda do futebol brasileiro na história. Porém a apresentação não foi tão convincente, e apesar das boas chances criadas, o Flamengo não conseguiu sair de um 0x0 com um apático time do Santos, que já dava mostras do que seria após a saída de Neymar.

Na quarta-feira, tudo conspirava a favor da primeira vitória rubro-negra na competição. Jogo em casa (apesar do mando de campo ser em Juiz de Fora), e uma torcida que contra o Campinense, no jogo de volta da Copa do Brasil, havia apoiado o time incondicionalmente... Mas não foi isso que se viu. O que se viu foi um Flamengo totalmente sem raça e desinteressado, que deixou a torcida impaciente, e as vaias, depois da derrota por 2x0 para o time do interior de São Paulo, acabaram sendo inevitáveis.

Hoje, mais uma viagem (que interfere bastante na preparação, já que não há tempo para treinos), o time enfrenta, em Santa Catarina a equipe do Atlético Paranaense. E não há mais tempo, a primeira vitória tem que sair hoje, em caso de resultado adverso, só iremos confirmar a impressão que nos foi deixada nas duas primeiras rodadas. De que somos sérios candidatos ao rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Por Danilo Queiroz, Auxiliar Administrativo/Financeiro


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting