Favoritos Página Principal E-mail
 

Montanha rubro-negra

Teremos que escalar a montanha novamente. Não considero a demissão de Dorival um erro da diretoria, mas mudar a filosofia de trabalho logo no início de temporada nunca é bom. Tudo tem que ser recomeçado praticamente do zero. Um novo técnico significa mudança, e Jorginho chegou obviamente impondo o seu estilo de jogo ao Fla. E é isso que o elenco terá que se acostumar. Mas acho um erro, não aproveitar o esquema de jogo que Dorival havia implantado no Fla.

Dois jogos extremamente abaixo das apresentações da Taça Guanabara. Esse foi o resultado de uma mudança grande no esquema de jogo. Mas ao menos, Jorginho dá a sensação de que vai manter a base da vitória, o que é ótimo para o time se entrosar no novo esquema adotado pelo treinador. No confronto desse domingo contra o Audax não há espaço para erros, qualquer tropeço coloca em risco a classificação para as semifinais do turno.

O time precisa de reforços. Mas o que temos é suficiente para ir bem no Carioca, a principal missão de Jorginho a curto prazo, é recuperar o futebol de jogadores que estão abaixo do esperado neste início de temporada. Carlos Eduardo não está agradando em nada, até agora não disse a que veio, e é o principal exemplo desse caso. E como consequência, está vendo o jovem Rodolfo abrir cada vez mais espaço para chegar no time titular. Gabriel também fez uma boa partida na vitória de quarta frente ao Bangu, apesar das várias chances perdidas, fica a esperança de uma evolução constante do meia, que sem dúvida vai ser muito útil na temporada.

Mais um desafio amanhã, mais uma prova para Jorginho mostrar que pode criar um Flamengo eficiente. A torcida já desconfia e não tem motivos, até o momento, de acreditar nesse time. E é esse jogo que o Flamengo de Jorginho terá que virar.

Por Danilo Queiroz, Auxiliar Administrativo/Financeiro


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting