Favoritos Página Principal E-mail
 

Tragédia de Oruro

Me desculpem, mas hoje, não irei falar sobre o Flamengo. Gostaria de falar sobre o assunto da semana, a morte do torcedor boliviano Kevin Douglas Beltran Espada.

É um absurdo que em 2013 ainda tenhamos que lidar com um assunto desses. Ficou provado que a falta de fiscalização de torcida organizada não é um problema só do Brasil, existe no mundo inteiro. Considero inaceitável (e apesar de não parecer o regulamento do torneio de 2013 também considera assim) um “torcedor“ entrar em um estádio com um sinalizador de navio. Isso pra mim é tragédia premeditada.
É obvio que um individuo desses sabe o risco que vai proporcionar aos demais torcedores.

E todos querem punição aos culpados, mas pra você, o Corinthians é o único que deve ser punido nesse caso?

Não tem como existir apenas um culpado nessa história, o clube é responsável pelos torcedores, mas existe muita gente que nem estava no estádio naquele dia que também tem culpa no ocorrido, autoridades que NUNCA agiram sobre outros incidentes durante os jogos da Copa Libertadores.

Parece que vale tudo mesmo... Quantas vezes já vimos torcida adversária jogando objetos em jogadores dentro do campo? É comum sempre ter um policial com um escudo quando uma atleta do time adversário vai cobrar um escanteio, por exemplo. Em quantos pré-jogos da vida não vimos noticias de torcedores apedrejando ônibus, tumultos entre torcidas, confusões no vestiário.

Porém, nos acostumamos com a seguinte desculpa: “Isso é Libertadores“.

Sinceramente, dá inveja ver a organização de torneios como a Champions League, lá não ocorre muitas dessas situações absurdas que vemos no que era pra ser o maior torneio de futebol da América do Sul. Existe o mínimo de organização esperada em um evento que acreditamos que era organizado por profissionais da Conmebol.
Falta rigor, falta vontade de que isso acabe, mas acredito que muitos dentro desta instituição colocam assuntos políticos em primeiro lugar. Sempre é assim.

Acho ridículo por parte do regulamento do campeonato prever a exclusão do clube por atos deste tipo. Apesar de que punir o clube deve ser a primeiro atitude a ser tomada para tentar conscientizar esses vândalos não é certo o considerar o único culpado pelo ato estupido de um torcedor.

Parece que todos estavam mais preocupados em banir o Corinthians da competição, do que em encontrar o verdadeiro culpado por esse assassinato (considero sim, um assassinato).

Agora fica a lição do que aconteceu. Um jovem de 14 anos perdeu a vida por causa dessa atitude tão irresponsável. E temos que ter a mesma vontade que tivemos ao cobrar uma punição ao Corinthians para cobrarmos também a criação de uma legislação mais forte, algo que a Conmebol faça ser cumprido à risca, algo sério, para um dia nos orgulharmos da organização da Libertadores, e para evitarmos que outras tragédias desse mesmo contexto ocorram.

Não dá pra falar sobre o Flamengo diante essa situação. O Flamengo vai muito bem, o que não vai bem é a bagunça da Copa Libertadores, e caiam na real, isso não é Libertadores.

Por Danilo Queiroz, Auxiliar Administrativo/Financeiro


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting