Favoritos Página Principal E-mail
 

Balanço de um começo promissor

Alô, Nação! Estou de volta, junto com o Flamengo MTM, com uma coluna semanal no site, a paixão voltará a ser narrada semanalmente aqui no MTM.

Agora, o que interessa de verdade. Flamengo. E que momento estamos passando, nada mais animador do que um bom começo, com boas apresentações, para apagar todos os problemas que tivemos durante a temporada passada. Nada mais justo do que em minha primeira participação fazer um balanço dos primeiros jogos do ano, e falar sobre o que podemos esperar do time no decorrer do Campeonato Carioca.

Podemos classificar o início de temporada como animador. Parece que Dorival Júnior aproveitou bem a pré-temporada para armar um time compacto, veloz e eficiente. Méritos a ele. Poucos eram os rubro-negros que viam com esperança a formação da estreia contra o Quissamã (apesar de boa parte do time que hoje vai bem, ter sido mantido). No gol, a segurança de sempre, com o paredão Felipe. Alguns acreditavam que a idade jogaria contra Léo Moura, e que Wellington Silva (que nem figurou no banco de reservas do Fluminense, no jogo desta quarta) faria bastante falta do lado direito.

A zaga, cercada de dúvidas com Renato Santos e Frauches, e uma lateral esquerda mais que desastrosa, com o fraquíssimo Ramon, pareciam que iam dar bastante dor de cabeça em 2013. No meio campo, Dorival acreditou em um desanimado Ibson, que vinha de atuações abaixo da média em 2012, no excelente volante Cáceres, e em uma aposta, Rodolfo, que apesar de ter perdido espaço acredito que irá se sair muito bem quando solicitado. No ataque, a torcida tinha calafrios ao ver Hernane centralizado, e Nixon na esquerda, parecia que Vagner Love iria fazer muita falta... Mas como uma luz no fim do túnel, uma aposta nos foi apresentada ao nome de Rafinha. Todos sabiam do potencial do garoto, mas ninguém esperava que seria ele, o principal nome do Fla no início da temporada. A estreia deu pro gasto, mas naquele jogo fraco, eu vi no time garra e organização, parecia que Dorival estava no caminho certo.

Nos demais jogos as contratações e a volta de titulares entraram em ação. Wallace deu segurança a zaga, joga simples, não compromete, e encaixou muito bem com Gonzáles. João Paulo vem bem, e ganhou fácil a posição de Ramon na esquerda. No meio uma das maiores apostas do ano, Elias, encaixou muito bem no time, e com as boas atuações de Ibson, vem formando uma meio campo excelentíssimo, rápido, dinâmico... definitivamente o coração do time (e tende a melhorar muito com a entrada de Carlos Eduardo). Os gols de Hernane trouxeram confiança, as boas apresentações de Ibson esperança da evolução de todo time, e as arrancadas de Rafinha trouxeram alegria ao ver o Fla jogar, coisas que a bastante tempo não eram vistas.

E o futuro tende a ser melhor, e esse futuro começa amanhã com a estreia de Carlos Eduardo, e posteriormente com Gabriel, que tende a cair como uma luva naquele lado direito do ataque, além da reestreia de Alex Silva, que acredito que irá ser o Xerife na zaga. Esse semestre parece ser promissor, Dorival Junior montou um ótimo esquema, deu padrão de jogo ao time. E pelo que percebi, não foi mera coincidência os gols do artilheiro Hernane, as boas apresentações da promessa Rafinha, a segurança passada por Ibson e Elias. Com esse time ainda mais encorpado, o Flamengo tem tudo pra ir longe em 2013. Graças à Dorival Júnior.

Por Danilo Queiroz, Auxiliar Administrativo/Financeiro


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting