Favoritos Página Principal E-mail
 

Glória ou vexame

Incrível a capacidade do Flamengo de se complicar na Copa Libertadores. O desastroso empate diante do Bolívar no Maracanã deixou o Rubro-Negro em situação delicada na competição sul-americana. Um time que almeja disputar o título não pode tropeçar em casa contra um adversário inferior tecnicamente. E o pior é que não é algo eventual nas campanhas recentes do Flamengo. Vale lembrar a histórica derrota para o América do México (0 a 3) em 2008, a derrota para a LaU (2 a 3) em 2010 e o empate com o Olímpia (3 a 3) em 2012, após estar vencendo por 3 a 0 até os 30 minutos do 2º tempo. Todo ano temos um fracasso ridículo em casa que nos leva a eliminação.

A verdade é que o Flamengo ainda não aprendeu a jogar esta competição. Falta espírito de Libertadores, encarar todo jogo como decisão. Não importa se o jogo é contra o Bolívar no Maracanã ou contra o Boca Juniors na Bombonera, tem que encarar o jogo com a devida seriedade e com o devido esforço. Não existe jogo fácil em Libertadores, é um torneio de tiro curto que não permite falhas bobas. Tem que haver determinação e comprometimento em 100% do jogo. Nos dois jogos do Flamengo em casa o time teve uma atuação muito fraca no 1º tempo, só foi acordar no 2º tempo. Contra o Emelec ainda deu para garantir a vitória, mas contra o Bolívar as falhas defensivas acarretaram no empate.

A situação do nosso grupo está bastante indefinida, mas temos a desvantagem de jogar dois jogos fora de casa e apenas um no Maracanã. E são jogos bastante complicados, contra um Bolívar motivado na altitude absurda de La Paz e contra um Emelec com 100% de aproveitamento jogando em Guaiaquil nesta Libertadores. O Flamengo pode até se classificar sem vencer nenhum destes jogos, mas para entrar na última rodada com chances reais de classificação vai precisar ao menos de três pontos nestes dois jogos fora. Mas só com seis pontos entraria no jogo contra o León no Maracanã sem precisar desesperadamente da vitória.

Ou seja, o Flamengo precisará se superar para conseguir passar de fase. Ou contar muito com a sorte, que os outros resultados nos favoreçam bastante (um empate entre León e Emelec na próxima rodada já ajudaria muito). Eu só vejo duas alternativas para o futuro rubro-negro na Libertadores 2014: ou busca uma classificação heróica e parte para o título, ou passa pelo vexame de cair mais uma vez na Fase de Grupos. A verdade é que mais uma vez o Mengão corre o risco de ser eliminado precocemente de uma Libertadores por perder para si mesmo. Afinal mais uma vez estamos num grupo onde não há nenhum bicho-papão. Tecnicamente temos o melhor time da chave. Falta mostrar isto dentro de campo.

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting