Favoritos Página Principal E-mail
 

Análise do elenco

Neste meio de semana o Flamengo faz sua estreia na Copa Libertadores da América 2014, contra o León, no México. Com o elenco fechado ao menos para a fase de grupos (três mudanças na lista de 30 jogadores podem ser feitas nas oitavas-de-final), acho que é o momento ideal para se fazer uma análise das possibilidades do Flamengo na competição sul-americana, com o grupo de jogadores que temos atualmente. Vamos começar analisando cada posição do elenco rubro-negro:

Goleiros – Estamos bem servidos nesta posição. Felipe é um bom goleiro, e seu ótimo desempenho em disputas por pênaltis pode ser decisivo na Libertadores. Paulo Victor é um reserva aceitável, apesar de ter alguns defeitos é capaz de dar conta do recado quando é solicitado. César é o melhor dos três, mas ainda não está pronto para assumir o gol do Flamengo, algo que deve acontecer no futuro.

Laterais – Outra posição em que não estamos abaixo de ninguém. Léo Moura e André Santos são jogadores experientes e de qualidade, que apesar da idade ainda conseguem render bem. Léo mostrou na estreia que pode ser um ótimo reserva, mostrou ousadia e personalidade. Já João Paulo é o mais limitado dos quatro, mas está na média da maioria dos laterais no Brasil.

Zagueiros – Posição com maior número de jogadores no elenco, opções não faltam. Samir e Wallace são os melhores no momento e devem formar a dupla titular. Uma boa dupla, por sinal. Chicão é um bom reserva, experiente e bom nas bolas paradas. Erazo começou muito mal, mas talvez ainda possa se recuperar e ser uma boa opção. González vem perdendo espaço, mas serve para compor elenco, assim como o contestado Welinton. Frauches e Fernando não devem estar no grupo da Libertadores.

Volantes – De longe a posição mais carente do elenco. As saídas de Elias e Luiz Antonio enfraquecerem bastante o setor, que até em número de jogadores está muito limitado. Os titulares Amaral e Muralha não estão à altura de um time que pretende lutar pelo título da Libertadores, e os reservas Feijão e Cáceres são mais ou menos do mesmo nível dos titulares. Faltaram ao menos dois reforços para repor as saídas.

Meias – Foi o setor com mais reforços contratados. Elano foi a principal contratação para 2014, tem tudo para ser um dos líderes do time na Libertadores. Everton deve dar maior dinâmica ao meio-campo, e Mugni é a esperança de termos no time um jogador com características de um camisa 10. O sempre inoperante Carlos Eduardo deve perder espaço, até mesmo pelo ótimo início de ano de Gabriel, que parece estar recuperando o ótimo futebol dos tempos de Bahia. Bruninho, Mattheus e Rodolfo não devem entrar no grupo da Libertadores.

Atacantes – Na prática houve apenas a troca de Marcelo Moreno por Alecsandro. Acho que faltou ao menos mais um reforço para disputar posição com Paulinho, que começou o ano com atuações bem abaixo do que apresentou de 2013. No mais, temos dois centroavantes limitados porém goleadores, e Negueba tentando recuperar o espaço perdido. Nixon e Igor Sartori não devem ter espaço no grupo da Libertadores.

Minha conclusão é que faltaram ao menos três contratações em nível de titularidade para o Flamengo ser um dos favoritos ao título da Libertadores: um segundo volante, um meia de ligação e um segundo atacante. Talvez mais um cabeça-de-área também fosse necessário. Nosso meio-campo se ressente de qualidade tanto na marcação, quanto na criação de jogadas. Nosso time é apenas mediano, abaixo de Atlético-MG, Cruzeiro e dos melhores times da Argentina. Até podemos ser campeões, mas não somos um grande candidato para tal.

Mas isto não chega a ser uma situação desesperadora. Na Copa do Brasil 2013 o Flamengo também não era favorito e conseguiu se superar e chegar ao título. A força da nação no Maracanã pode fazer a diferença novamente, desde que o time se encaixe como no ano passado. Eu não estou criando grandes expectativas em termos de título, com o elenco atual minha expectativa é chegar até as quartas-de-final. A partir daí o que vier é lucro. Mas acho que até para chegar entre os oito melhores será necessário encontrar um substituto para o Elias, ao menos para jogar à partir das oitavas. Com Muralha de titular fica muito difícil.

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting