Favoritos Página Principal E-mail
 

Expectativa

O Flamengo estreou no Campeonato Estadual com um time inteiro composto por reservas, com muitos que sequer ficariam no banco num jogo com os titulares em campo. Ainda assim conseguiu estrear com vitória sobre o Audax Rio, única vitória de um grande na primeira rodada do Carioca. Não há muito para se analisar em um jogo como este. Destaque para as boas atuações de Gabriel (o melhor em campo), Negueba (1º tempo) e Muralha (2º tempo). Mattheus não foi tão mal, mas errou em lances cruciais e acabou muito vaiado. Talvez o incidente da sua quase saída no início de 2013 tenha influenciado a torcida a ter esta atitude, afinal normalmente há mais paciência com os garotos da base.

A realidade é que este campeonato do Rio tem muito pouca importância para o Flamengo em 2014. O torneio que realmente está no foco do clube e da torcida é a Copa Libertadores, o sonho de voltar a ser campeão da América depois de vários anos de espera. E neste sentido a expectativa é muito grande em relação à montagem do elenco que terá pela frente esta árdua missão. Na última semana chegou mais um reforço, o argentino Lucas Mugni. Muitos já tratam este garoto como a solução para a camisa 10. Eu acho precipitada esta avaliação. Para mim não passa de uma promessa, que ainda não estourou. Vai jogar pela primeira vez num grande clube e fora do seu país. Terá que ter muita personalidade para realmente ser o cérebro do meio-campo rubro-negro.

Não acredito que o time titular tenha ficado mais forte com os sete reforços contratados até o momento. As ausências de Elias e Luiz Antonio pesam muito. Mas não há dúvidas que agora temos um elenco muito mais encorpado, com mais opções para o técnico Jayme de Almeida. E isso será fundamental para jogarmos duas competições ao mesmo tempo. Mas acho que ainda faltaram duas ou três contratações de maior impacto para o time titular. Caso Elias permaneça e se confirme a possível contratação de Scocco (excelente atacante), aí sim teríamos um time forte para brigar pelo título da Libertadores. Pode parecer pouco, mas na realidade atual do futebol sul-americano apenas dois jogadores de peso a mais no time fazem toda a diferença.

Então segue a expectativa de como vão fechar o grupo de jogadores para este primeiro semestre. Por enquanto ainda não temos time para ser candidato a conquista da Copa Libertadores. Mas isso pode mudar ainda esta semana, dependendo das negociações que estão em andamento. Casos elas fracassem, espero que haja um bom plano B em ambos os casos. Senão vamos ficar muito dependentes que todas as apostas que fizeram dêem certo. Que incógnitas como Léo, Erazo, Feijão e Mugni se tornem jogadores importantes dentro do grupo rubro-negro, e não apenas opções para compor elenco.

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting