Favoritos Página Principal E-mail
 

Feliz 2013!

O Flamengo conseguiu alcançar todos o seus objetivos no primeiro ano da administração Bandeira de Mello. Diminuiu as dívidas, manteve as contas em dia, alcançou as certidões negativas de débito (CND), alavancou o projeto de sócio-torcedor, se manteve na Série A do Brasileiro, conquistou a Copa do Brasil e garantiu vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Quem lê isso pensa que o ano rubro-negro transcorreu às mil maravilhas. Mas na prática foi bem diferente disso. Com exceção das áreas jurídica e financeira, na maior parte do ano parecia que este 2013 seria apenas de fracassos dentro de campo. Time limitado, contratações contestáveis, várias trocas de técnico, enfim, todos os ingredientes necessários para dar tudo errado.

Mas no final deu tudo certo. E deu certo porque esse clube é diferente de qualquer outro no mundo. Conseguimos ser vitoriosos até nos piores momentos, quando nenhum outro clube conseguiria. Para quem ganhou cinco títulos na desastrosa administração Edmundo Santos Silva, acho que nem chega mais a surpreender... Só quem é rubro-negro consegue entender esta mística, esta força que o Mengão demonstra nestes momentos. Aos que não são rubro-negros, só resta engolir esse gigante que nunca perderá o seu brilho, nunca perderá sua capacidade de ser vitorioso. Imagino como deve ser duro estar do outro lado. Secar, secar e secar, e no final ver o rival sendo sempre campeão.

Para nós isso não chega a ser ruim, então deixa eles. A inveja dos rivais também nos fortalece, também nos torna ainda maiores. A impagável expressão de repúdio na cara dos antis quando nos vêem vestindo o manto, especialmente após uma grande conquista, é um dos maiores prêmios que um rubro-negro pode ter. Fazer quem nos odeia sofrer também faz parte do jogo. E é uma das melhores partes. Ver um vascaíno tentando desdenhar de um título que tanto comemorou em 2011 é de uma ironia digna de Nélson Rodrigues. Que deve estar se revirando no caixão ao saber que um tricolor como ele foi patético a ponto de comprar um ingresso da decisão da Copa do Brasil por R$ 175,00 só para destruí-lo. Mas nós devemos ser superiores e não julga-los. Apenas ter dó destes pobres coitados.

Ainda vão sofrer muito nos próximos anos. Pois o gigante rubro-negro está despertando. Se mesmo com um time mediano, pouco dinheiro para investir e vários equívocos da diretoria nós conseguimos todos os objetivos em 2013, imaginem no ano que vem? Com mais dinheiro em caixa, com muito mais moral no mercado, com mais experiência após um ano de administração? Este título histórico da Copa do Brasil tem tudo para ser o começo de uma nova era no Flamengo. Uma era de desenvolvimento fora de campo e de conquistas dentro dele. E tudo isso num ano em que poucos acreditavam que seria tão bom. Que poucos acreditavam que um time com Wallace, Amaral, Diego Silva, Carlos Eduardo, Paulinho e Hernane poderia alcançar tamanha glória.

Após o fracasso no Estadual, o início ruim no Brasileiro, a ausência de reforços de peso e a perda de um técnico ex-seleção, ter um final de ano como este é algo totalmente incrível, extraordinário. Somos tricampeões da Copa do Brasil, estamos na Libertadores, e vamos assistir de camarote ao menos um rival voltar para a Série B e o outro mais uma vez nadar, nadar e morrer na praia. Existe um final de ano melhor do que este? Nem o mais otimista dos rubro-negros poderia imaginar o desfecho tão maravilhoso para este 2013. Só mesmo o Mengão para nos proporcionar tudo isso, com uma ajudinha dos nossos fracassados rivais, é claro. OBRIGADO POR EXISTIR FLAMENGO! TRICAMPEÃO!

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting