Favoritos Página Principal E-mail
 

Missão quase impossível

Para início de conversa, já aviso que não vou tecer maiores comentários sobre o terrível jogo contra o Grêmio. Foi até uma derrota bastante previsível, diante do desfalque do único jogador lúcido do nosso meio-campo. Sem Elias esse time não ganha nem do Madureira na Série C, quanto mais de um time do G4. E o pior é que ele tem grandes chances de não jogar também na partida de volta contra o Cruzeiro, que a essa altura já virou o jogo do ano para o Flamengo. Se completo já seria muito difícil vencer o atual líder do Brasileirão, imaginem sem o nosso melhor jogador?

A verdade é que temos que agradecer muito a Deus (ou a Dedé?) por ainda irmos para este jogo de quarta-feira com chances de classificação. No jogo de ida o Cruzeiro foi muito superior, mas muito mesmo. Poderia facilmente ter enfiado uma goleada histórica, tamanho o domínio que teve em 80% do jogo. E mesmo desperdiçando várias chances de gol, ia conseguindo levar uma ótima vantagem de 2 a 0, sem maiores sustos. Mas eis que Dedé resolveu nos entregar um gol, e depois disso o time celeste desestabilizou-se e não teve condições de ampliar a vantagem além deste placar mínimo, com um gol marcado fora de casa pelo Flamengo. Agora 1 a 0 já basta para conseguirmos a vaga. Parece até que é pouco, mas infelizmente não é.

Acho muito difícil este bom time do Cruzeiro não marcar pelo menos um gol no Maracanã. E aí o Flamengo precisaria de no mínimo dois gols para levar para os pênaltis, ou três para se garantir no tempo normal. Uma missão das mais complicadas para um time de muito pouco poderio ofensivo, principalmente se o principal articulador de jogadas realmente não jogar. Sem Elias, esse time mal tem capacidade para fazer a transição da defesa para o ataque, quanto mais criar oportunidades de gol. Teremos uma das missões mais difíceis da história centenária do Flamengo. Na teoria é uma missão quase impossível. Mas na prática é possível sim conseguir a vitória que precisamos para chegar às oitavas da Copa do Brasil. Improvável, mas possível.

O fundamental é que a torcida carioca não desanime com os maus resultados e compareça em peso ao Maracanã. Temos que fazer a nossa verdadeira casa virar um caldeirão, que motive os jogadores rubro-negros e intimide os do adversário. Mais do que nunca o Flamengo vai precisar do seu 12º jogador. Sem ele aí sim será uma missão impossível. Eu sei que o ingresso mais barato a R$ 60,00 ainda é caro demais para a maioria da população honesta e trabalhadora. Mas se você é do Rio e tem condição (lícita ou não) de pagar meia-entrada, meia da meia ou até inteira, não deixe de ir ao jogo. Podemos até não conseguir o objetivo, e é muito difícil conseguir, mas não pode ser por falta de apoio do torcedor. Eu estarei lá, e você?

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting