Favoritos Página Principal E-mail
 

Atlético-MG da Libertadores

O Atlético-MG venceu de forma heróica o Newell’s Old Boys nos pênaltis, na última quarta-feira, e se garantiu pela primeira vez na sua história numa final de Copa Libertadores. Com isso o futebol brasileiro chega pelo nono ano consecutivo à decisão da principal competição sul-americana. Contra o limitado time do Olímpia, o Galo é favorito para se tornar o décimo clube do Brasil a conquistar esse importante título. O amigo leitor deve estar se perguntando: “E o que diabos o Flamengo tem a ver com isso?”. Na verdade tem tudo a ver.

Os torcedores do time mineiro sempre foram muito gozados pelo fato do Atlético ser o clube que está a mais tempo na fila do Campeonato Brasileiro, já que conquistou seu único título em 1971, há 42 anos atrás. Usando esta mesma lógica, o Flamengo vive uma situação idêntica em relação à Libertadores. Dentre os clubes brasileiros que já foram campeões, é disparado o que está a mais tempo na fila, desde 1981. Já se vão 32 anos desde que Zico, Júnior e cia. levaram o Mengão a sua maior conquista continental. Todos os outros campeões do Brasil conquistaram seu último título a partir da década de 90. O que mais se aproxima da fila do Flamengo é o Grêmio, que foi campeão pela última vez 14 anos depois (1995).

Lamento muito ao constatar que o Flamengo é o Atlético-MG da Libertadores. Assim como o Galo no Brasileirão só fica à frente de clubes que nunca foram campeões, o Mengão na Libertadores deverá ficar à frente apenas de Botafogo, Fluminense, Atlético-PR e outros clubes menores que nunca conquistaram o título continental. E neste século 21 de domínio brasileiro, até mesmo clubes como Fluminense, Atlético-PR e São Caetano conseguiram chegar à final. Dos clubes mais tradicionais do Brasil, apenas Flamengo e Botafogo sequer tiveram uma oportunidade real nos últimos anos de conquistar a Libertadores.

As péssimas administrações rubro-negras nos últimos 20 anos fizeram um enorme estrago na grandeza do Flamengo em nível internacional. Desde a Era Zico não chegamos sequer a uma semifinal de Libertadores. E desde o vice na Copa Mercosul de 2001 que o Mengão não faz uma boa campanha em competições sul-americanas. Desde então disputamos cinco Copas Libertadores e quatro Copas Sul-Americanas, e o melhor resultado foi alcançar apenas as quartas-de-final na Liberta de 2010. Muito pouco para o clube de maior torcida do mundo, que por anos se acostumou a ser o maior time do Brasil.

Para mim é muito triste ver um jogador que era para ser o nosso grande ídolo na atualidade levar um time de menor importância como o Atlético-MG à uma decisão de Libertadores. E sendo decisivo em toda campanha, desde o vice Brasileiro do ano passado até o pênalti muito bem batido na semifinal. Fica bem claro que, num Flamengo administrado à altura de sua grandeza, Ronaldinho poderia ter tido o mesmo sucesso, ou até mais. Mas neste Flamengo destruído por Edmundos, Klebers e Patrícias, o craque dentuço só pôde deixar frustrações e um dívida monstruosa a ser negociada na justiça.

Toda essa situação só aumenta a responsabilidade de Bandeira, Wallim, Bap e cia. neste processo de reconstrução do Flamengo. É fundamental que eles comecem a acertar na administração do futebol, pois no panorama atual a tendência é que o Mengão não consiga ser forte sequer em âmbito nacional, muito menos em âmbito internacional. A minha geração já viu oito rivais brasileiros campeões da Libertadores, e estamos prestes a ver mais um chegar lá, e o menor de todos. Nunca vimos o Flamengo conquistar a América. Já passou da hora de voltarmos a conquistar esse título! Reage azuis!

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting