Favoritos Página Principal E-mail
 

Nada mudou

E o Flamengo tropeçou novamente no reinício do Brasileirão. Deixou espaçar a vitória contra o Coritiba, após abrir vantagem de dois gols e perder um pênalti pela terceira vez consecutiva. Chega o momento de avaliar negativamente o trabalho realizando no futebol rubro-negro em 2013. Tiveram quase um mês após o fim do Campeonato Carioca para melhorar o time e não fizeram, e agora desperdiçaram mais um mês durante a Copa das Confederações. Continuamos com o mesmo time limitado e candidato ao rebaixamento. Promessas não cumpridas, trocas constantes de técnico, contratações erradas, dispensas mal feitas, campanhas ruins... Infelizmente nada mudou dentro de campo em relação à administração Patrícia Amorim.

Vejo muitos “puxa-sacos” da atual diretoria usarem o bom trabalho em outras áreas e os erros da administração anterior para justificar ou amenizar a sucessão de equívocos cometidos no futebol. Sem dúvidas deixaram uma herança maldita para os azuis, e ao mesmo tempo o clube evoluiu bastante nos últimos seis meses nas pastas de finanças, jurídica e de marketing. Tudo isso já foi ressaltado aqui neste espaço em outros momentos. Só acho que se nós queremos ver o Flamengo voltar a ser o gigante que merece ser, não devemos usar como parâmetro de comparação a pior administração da história do clube. Ser melhor do que Patrícia e cia. não é mérito, é obrigação. E no futebol, que é o mais importante para o torcedor, estamos na mesma.

Vejo muita incoerência no discurso de alguns. Por pior que tenha sido, a administração Patrícia Amorim também teve seus méritos em algumas áreas. Melhoraram bastante a sede da Gávea, alavancaram a construção do CT e investiram mais nas categorias de base. E os torcedores rubro-negros, com toda razão, a detonaram por fazer um péssimo trabalho no futebol, com vários erros que levaram a resultados pífios dentro de campo e mais dívidas fora dele. Mesmo que por razões diferentes, vejo a atual diretoria também cometer vários erros e ter resultados tão ruins quanto os da Patrícia. Então por que não devem ser criticados e cobrados também?

Acho que o melhor para o torcedor do Flamengo neste momento é ser menos político e mais torcedor. 90% ou mais da torcida apoiou a campanha de Bandeira, Bap, Wallim e cia., tomamos partido nesta eleição como nunca antes na história centenária do clube. Mas isso não significa que devemos ser “cordeiros” da atual diretoria, tapar os olhos, a boca e os ouvidos e aceitar tudo o que eles fizerem. O trabalho no futebol até o momento é muito ruim, independente dos problemas que encontraram poderiam e deveriam estar fazendo um trabalho melhor. A enorme lambança na demissão de Renato Abreu me fez lembrar os piores momentos da gestão anterior. Foi de um amadorismo bizarro, totalmente incompatível com os profissionais bem sucedidos que lá estão.

Chegamos numa situação tão calamitosa que sequer temos um estádio para jogar no Rio de Janeiro, o que é muito grave. Independente de quem seja o maior culpado por esta situação, acho um erro enorme o Flamengo passar a mandar seus jogos em Brasília. Vai chegar um momento do campeonato em que o elenco terá que viajar a cada três dias, causando um desgaste a mais em relação aos outros times que vai fazer toda a diferença na reta final do Brasileiro. E tudo isso com um time limitado, no qual os reforços de peso têm ficado apenas nas promessas do Wallim. Até mesmo o técnico Mano Menezes está confiando nesta promessa para não entrar na maior furada de sua carreira.

Caso três ou quatro reforços de peso cheguem mesmo e haja um acordo para o Flamengo voltar ao Maracanã, a situação tende a melhorar bastante. Mas diante de tantos erros e de tantas promessas não cumpridas dá para confiar nisso? Por enquanto o que vejo é darem sequência ao trabalho ruim da gestão anterior, com dirigentes incompetentes montando um time bem abaixo das tradições do Mengão. Sigo na torcida para que no final tudo dê certo, que correspondam toda a expectativa criada em torno desta administração. Mas no momento não vejo motivos para estar otimista. Que me perdoem os “puxa-sacos”, mas a obrigação do torcedor rubro-negro neste momento é de cobrar sim!

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting