Favoritos Página Principal E-mail
 

Só trocar técnico não basta

O Flamengo mais uma vez tropeçou nas suas limitações e ficou no 0 a 0 contra o Boavista, na estreia de Jorginho como técnico rubro-negro. Não acho que esse início ruim signifique que a contratação do nosso novo treinador seja um erro. Acredito que com o material humano que tem em mãos no momento não há muito o que se fazer para buscar um melhor futebol e consequentemente melhores resultados. A ilusória campanha na primeira fase da Taça Guanabara fez muita gente (inclusive eu) se enganar em relação à qualidade do time. Mas foi só o “encanto” de Rafinha e Hernane acabar que escancarou-se a falta de qualidade deste elenco do Flamengo.

Como eu já disse na minha última coluna, esse Estadual está perdido para o Flamengo. É bem provável que nem se classifique às semifinais da Taça Rio, e mesmo que ainda consiga esta classificação dificilmente chegará ao título. Não vejo este time vencendo dois jogos decisivos consecutivos. Pode até se superar e vencer a semifinal, mas na decisão certamente cairá, como caiu diante do melhor time do Botafogo. Ou cairia diante de um time melhor ainda do Fluminense. E teria dificuldades até para superar o também limitado time do Vasco. A única salvação seria a chegada de pelo menos uns três reforços (lateral-direito, meia e atacante), mas a diretoria já garantiu mais de uma vez que não vai contratar novos jogadores para o Carioca.

A verdade é que apenas trocar de técnico não resolve nada, ainda mais quando o novo técnico não passa de uma aposta. E toda aposta pode dar certo ou errado, não há como você ter certeza de como será. Neste ponto o Vasco saiu na nossa frente na troca de técnico, ao contratar o Autuori, um treinador experiente e vitorioso. Não sei como conseguiram fazer isso sem estourar o orçamento do clube, mas fizeram e bem feito. Enquanto isso o Flamengo se vira com Jorginho, que até então sequer tinha treinado outro grande clube. Não o vejo como o nome ideal para treinar um time limitado e com a pressão de conseguir resultados imediatos. Pode até dar certo, mas no panorama atual acho bem difícil.

A nova diretoria tem tomado várias atitudes corretas no ponto de vista financeiro, e num clube endividado como o Flamengo isso deve ser elogiado e incentivado. Porém apenas isto não basta num grande clube. A cada resultado ruim, a cada taça perdida a pressão da torcida e da mídia vai crescer, e deve chegar a um nível que poderá leva-los a cometer as mesmas loucuras dos dirigentes anteriores que levaram o clube à situação financeira atual. Portanto é fundamental que acelerem a busca por novas receitas que permitam que sejam contratados os reforços necessários, de preferência antes mesmo do início do Campeonato Brasileiro.

Por Daniel Marques, editor-chefe do site Flamengo MTM


COMENTÁRIOS



Voltar | Topo | Home
Site criado por Daniel Marques. Todos os direitos reservados ©.   
Free Web Hosting